AMIGOS DO BLOG VEJA E SINTA SEJA UM MEMBRO

26 de jul de 2012

O DILÚVIO DO APOCALIPSE


l





O  EXEMPLO  DE  NOÉ  NO  FIM  DOS  TEMPOS.
“Quando o Senhor viu que as pessoas eram muito más e que sempre estavam pensando em fazer coisas erradas, ficou muito triste por haver feito os seres humanos. O Senhor ficou tão triste e com o coração tão pesado, que disse: – Vou fazer desaparecer da terra essa gente, que criei, e também todos os animais, os seres que se arrastam pelo chão e as aves, pois estou muito triste porque os criei. Deus olhou para o mundo e viu que estava cheio de pecado, pois todas as pessoas só faziam coisas más”. (Gênesis cap.6 vers.5, 6, 7 e 12).
“O cheiro dos sacrifícios agradou ao Senhor, e ele pensou assim: “Nunca mais vou amaldiçoar a terra por causa da raça humana, pois eu sei que desde a sua juventude as pessoas só pensam em coisas más”. (Gênesis cap.8 vers.21).
“Porém Deus prometeu, e nós estamos esperando um novo céu e uma nova terra, onde tudo será feito de acordo com a vontade Dele”. (2 Pedro cap.3 vers.13).
O mundo do tempo de Noé não sucumbiu por causa da poluição ambiental ou pelo aquecimento global, mas devido à maldade da humanidade que havia renunciado a Deus. Os tempos finais também serão caracterizados pela rejeição a Deus por parte da maioria das pessoas.    
As declarações sobre o fim dos tempos conectam diretamente ao tempo de Noé (Dilúvio) com o tempo de Ló (Sodoma e Gomorra). Não devemos perder de vista essa conexão.
Os dois eventos (Dilúvio e juízo de fogo) foram transcritos para a posteridade explicitamente como exemplos de alerta. Pedro e Judas, enfatizam esse aspecto. Observem abaixo:
“Deus condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, destruindo-as com fogo, como exemplo do que vai acontecer com os que não qurem saber Dele”. (2 Pedro cap.2 vers.6).
“Lembrem dos anjos que não ficaram dentro dos limites da sua própria autoridade, mas abandonaram o lugar onde moravam. Eles estão amarrados com correntes eternas, lá embaixo na escuridão, onde Deus os está guardando para aquele grande dia em que serão condenados. Lembrem dos moradores de Sodoma, de Gomorra e das cidades vizinhas, que agiram como aqueles anjos e cometeram imoralidades e pecados sexuais. Eles sofreram o castigo do fogo eterno, o que é um aviso claro para todos”. (Judas vers.6,7).
 Nesta duas passagens acima, aprendemos que nos tempos finais, teremos uma situação semelhante à daquela época. Os últimos tempos serão dominados por poderes espirituais como foram os tempos de Noé. Veja que é exatamente isso que é confirmado em (Mateus cap.24 vers.37), que diz: “A vinda do Filho do Homem será como aquilo que aconteceu no tempo de Noé”.
 Não é incorreto observar que isso não apontava acusadamente para a sua geração, observamos que Noé não sentia satisfação ou desejo de vingança, mas ele comunicou de forma convicta e amorosa a mensagem de Deus às pessoas ao seu redor, falando do juízo que se aproximava. Noé era um “pregador da justiça” e não um “pregador da vingança”. Observe que em (2 Pedro cap.2 vers.5), diz: “Deus não deixou escapar o mundo antigo, mas trouxe o dilúvio sobre o mundo dos que não queriam saber de Deus. A única pessoa que ele salvou foi Noé, que anunciou que todos deviam obedecer a Deus...”
 O fato de o mundo antes de Noé ser chamado de “o mundo daquele tempo”, nos traz um seguinte significado sobre o mundo atual em que nós vivemos: “Hoje nos encaminhamos para uma segunda terra e um segundo céu. Hoje nossa terra tem características diferentes das que tinha antes do Dilúvio”.
O juízo por meio da água no princípio da história da humanidade é uma imagem do juízo futuro por meio do fogo no final da história da humanidade. Para entendermos melhor, vamos observar estas duas passagens abaixo:
“Esses zombadores esquecem, de propósito, que há muito tempo Deus deu uma ordem, e os céus e a terra foram criados. Esqueceram que a terra foi formada da água e no meio da água, e também pela água do dilúvio o antigo mundo doi destruído. Mas os céus e a terra que agora existem estão sendo guardados pela mesma ordem de Deus a fim de serem destruídos pelo fogo. Estão sendo guardados para o Dia do Julgamento e da destruição dos que não querem saber de Deus”. (2 Pedro cap.3 vers.5,6,7).
“Todas as ilhas desapareceram, e todos os montes sumiram. Chuvas de pedra caíram do céu sobre as pessoas. Eram grandes pedras, que pesavam mais de trinta quilos. E as pessoas amaldiçoaram a Deus por causa da praga de chuvas de pedra, pois ela era terrível”. (Apocalipse cap.16 vers.20,21).
Nosso tempo está diante de um novo dilúvio, não de água mas o dilúvio do Apocalipse, dos juízos dos selos, das trombetas e dos flagelos. Então os céus e a terra serão novamente abalados. E após esses juízos catastróficos, haverá um novo céu e uma nova terra, nos quais habita justiça.
O tempo de Noé mostra-nos que o Arrebatamento está próximo. Conforme já vimos nesta matéria, Noé é chamado por Pedro de “pregador da justiça”.
Noé, o "pregador da justiça”, teve de passar pelo juízo, mas foi protegido em meio a ele. Essa é uma ilustração de Israel. Foi Israel quem proclamou a justiça em Jesus a nós. Veja que em (Romanos cap.9 vers.4,5), o apóstolo Paulo prova que a justiça de Deus jamais falha: “Eles são povo escolhido por Deus; Ele os tornou seus filhos e repartiu a sua glória com eles. Deus fez suas alianças com eles e lhes deu a lei, a verdadeira maneira de adorar e as promessas. Eles são descendentes dos patriarcas; e, como ser humano, Cristo pertence à raça deles. Que Cristo, que é o Deus que governa todos, seja louvado para sempre! Amém!
Encontramo-nos diante do último dilúvio de juízos apocalípticos. O fogo do juízo divino virá. Somos como Noé, pregadores da justiça ???
Somos tementes a Deus como ele? Somos obedientes como ele era ???
Fazemos tudo o que podemos para transmitir à nossa geração a justiça que tem valor diante de Deus ???
Ajudamos a construir a “arca” da Igreja ???
Alertamos para o que está por vir ???
TOMEM CUIDADO COM SUAS ATITUDES DE DECISÕES, POIS SÃO EXATAMENTE ELAS QUE EXPRESSÃO QUEM VOCÊ VERDADEIRAMENTE É. LEMBRE-SE QUE A JUSTIÇA DE DEUS JAMAIS FALHA.

Nenhum comentário: